quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Então, é natal...


Mãe, o mãe, adoro natal.
Você nunca foi para natal.
Hã?
... Deixa pra lá.

15 minutos depois.

Mãe, o mãe, adoro o natal.
Não, não adora. Você adora os presentes.
Mas nunca tem ninguém presente. A gente sempre passa sozinho.
Hã?
... Deixa pra lá.

15 minutos depois.

Mãe, o mãe...
Não. Não adora! Eu é que adoro quando você cala sua boca!



Um comentário: